Quem sou eu

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

O perigoso discurso do ódio

Um dos pontos mais marcantes desta eleição foi o discurso do ódio, que contaminou a eleição toda, e não terminou ao final dela.

Mesmo existindo ódio do lado dos simpatizantes PT contra os PSDB, o que mais vi foi ódio anti-PT sendo explorado pelos candidatos de oposição, especialmente pelo candidato do PSDB. Muitas pessoas não votaram por razão, e sim, por ódio. Muitas destas pessoas perderam completamente a razão e sempre faziam discursos contaminados por ódio. Muitos nem sabiam as propostas do candidato em que iria votar, só odiavam o PT. As redes sociais ficaram cheias de discursos de ódio.

Para piorar, alguns meios de comunicação ainda incentivam o ódio. Aliás, tem  feito isto a algum tempo.

Eu acho uma grande irresponsabilidade incentivar o ódio. Ódio cega, gera intolerância, e pode se tornar incontrolável, pode explodir. Eu me lembro dum tempo no qual os anúncios dos jogos de futebol acirravam as rivalidades entre torcidas. O resultado disto foi uma grande batalha campal em um estádio, com muitos mortos e feridos. Logo depois disto os anúncios de jogos mudaram de tom. Será que não previram que isto poderia acontecer? O resultado foi uma grande investigação, com muita gente que foi filmada praticando violência sendo processada. Mas não lembro de nenhum processo contra os que acirravam as rivalidades entre as torcidas. Como pode-se entender, foram os manipulados pelo ódio, pela rivalidade, que não compreenderam a manipulação, que foram as punidos (Fora os que foram as vítimas.), e os manipuladores nem foram tocados.

Alguns meios de comunicação tem incentivado este ódio político contra o PT de forma irresponsável. Talvez até por interesses políticos, econômicos etc, talvez para "vender jornal", para usar escândalos e indignação para chamariz para "vender jornal". Eles esquecem que o ódio é difícil de controlar, e pode gerar ódio de volta, como o que aconteceu com as pichações no protesto contra a editora da revista Veja. (Também sou contra o vandalismo que fizeram, e acho que talvez nem devesse ter tido este protesto.)

Aliás, quase toda a imprensa brasileira está viciada em escândalos, notícias ruins, rancor, pessimismo, mortes, notícias que inflam ódio etc, e seus leitores estão viciados nisto. Parece que o brasileiro ficou tão acostumado em rir da sua desgraça que agora só procura desgraça, e para piorar mais, pararam de rir delas.

Este estado de ódio e rancor que é cultivado sobra para outros lados, mesmo contra alvos para os quais não são apontados inicialmente. Serve também de exemplo para outros que gostam de poder, e também cultivam o ódio como alguns religiosos que incitam ódio e intolerância contra outras religiões, contra ateus, contra homossexuais etc.

Uma coisa vale deixar claro, o ódio é o motor da intolerância e o seu principal fundamento. E ódios se somam.

Agora pegue um indivíduo com ódio acumulado, cego, vindo de diversas fontes - assim ele facilmente se torna um intolerante - e então se cria o potencial para uma tragédia, uma morte etc. Este indivíduo ainda pode ser mais um propagador de declarações de ódio contra outros grupos, mais um a cultivar o ódio. Ódio tende a se multiplicar se não for combatido, se não for freado, exposto.

Precisamos mudar, a imprensa precisa mudar, os meios de comunicação precisam mudar, parar com este tom pessimista e cultivador de ódio, antes que aconteçam mais tragédias, ou uma grande tragédia. Quando eles vão agir para o bem de todos, e combater este clima que ajudam a criar. Ou estão esperando uma grande tragédia para se conscientizarem, como no caso da partida de futebol citada acima?

PS: Quando eu estava terminando me lembrei mais um ponto, sobre os humoristas. Muitos fazem humor irresponsável, que ajudam a pregar o ódio, o preconceito, a desesperança, como piadas de "bichinhas", de "preto", de "judeu", da pessoa sempre levando prejuízo etc. E muitos são irresponsáveis e acham que o humor deve ser irresponsável.

Um comentário:

  1. Isto foi perfeito:

    https://www.facebook.com/tirasarmandinho/photos/a.488361671209144.113963.488356901209621/859541417424499/

    Seria a tirinha para ilustrar este texto.

    ResponderExcluir