Quem sou eu

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Inundação do Rio de Janeiro em 11/12/2013

Notem esta lista? Tem algum bairro nobre?

E por que isto aconteceu?

Acho que as causas são diversas. Uma é falta de investimento em infraestrutura. Os bairros mais pobres são deficientes em investimentos. Já vi obras para melhorarem, e obras que acabaram com inundações, mas ainda existem muitos pontos frágeis.

Outro é a falta de manutenção, de trabalho para desentupir bueiros, galerias etc. Aliás, não vejo um trabalho deste a mais de uma década, se não me engano.

Os bueiros entopem por que? Por material de construção, especialmente areia e terra, mal guardado, e que a chuva leva. Áreas sem vegetação para proteger o solo etc. Lixo que as pessoas jogam no chão, ou acondicionam mal, faz muita diferença. Cachorros abandonados na rua que destroem os sacos de lixo em busca de comida. Eles vão para onde? são levados pela chuva para os rios, lagos assoreando-os e para o esgoto pluvial entupindo-o.

Tem casos que o bueiro não está entupido, e sim, encoberto por uma capa impermeável de lixo. Lixo que foi mal acondicionado e foi levado pela chuva. Lixo que não foi coletado. Lixo que foi jogado na rua. Lixo que não foi varrido. O que podem ser simples folhas de árvores. Enquanto este lixo não for removido, a água não escoará, e o local continuará alagado.

Bueiros tendem a entupir sozinhos com o tempo, mas as más ações humanas aceleram o processo.

Ainda tem os rios, canais etc, onde muitos gostam de jogar o lixo. E ainda cresce vegetação neles, o que pode diminuir a sua capacidade de vazão.

Ainda temos os morros, muitos deles desmatados, muitos cobertos de casas, em um processo que causa a impermeabilização do solo e a não retenção de água, que desce de uma vez para as partes mais baixas.

Para piorar, parece que o estado e a prefeitura não se prepararam para este evento, para as chuvas de versão, que mesmo que tenha sido absurdamente acima da média, tinham preparações que poderiam ser feitas.

O que devemos fazer?

A solução não é simples, mas não é absurdamente cara, e envolve muitas ações:

- Diminuição da população de cachorros na rua, fazendo campanhas para que as pessoas não deixem seus cães na rua, e campanhas de castração, para ajudar a diminuir a população de cães na rua.
- Campanhas de educação para que as pessoas não joguem lixo nas ruas, inclusive com multas. Esta campanha já tem sido feita, mas tem que cobrir a cidade toda.
- Criar um padrão, como cestos para as pessoas terem diante de cada casa para colocar o saco de lixo. Incentivar o uso de latões e equivalentes etc. Existem lugares de comunidade, como em Colégio, que as pessoas concentram seu lixo em um ponto. Este ponto tem que ter um caixa para as pessoas jogarem o lixo, para depois ser recolhido. E o recolhimento tem que dar conta da carga de lixo, para que não transborde.
- Varrer as ruas regularmente, para não ter lixo acumulado. Especialmente onde tiver árvores que soltem folhas.
- Poda de algumas árvores pode controlar a quantidade de folhas que caem no chão.
- Reflorestamento de morros. E onde tiver casas, montar algum modo para recolher a água da chuva antes que chegue na parte baixa, ou até mesmo atrasá-la.
- Limpeza de bueiros, galerias etc.
- Limpeza de rios, canais, lagoas etc, para que possam recuperar a sua capacidade de escoar a água da chuva.
- Multa, e até prisão como crime ecológico, para quem jogar lixo em um rio, canal, lagoa etc.
- Educação da população, pois ajuda muito a evitar problemas.

Isto não é uma coisa para fazer só antes do verão. Isto é um conjunto de ações que tem que ser contínuas, o ano inteiro, o tempo todo.

E ainda, com o aquecimento global, enxurradas e chuvas intensas se tornarão cada vez mais comuns, e se não tomarmos providências como rotina de dia a dia, o desastre, a inundação, o caos, podem se tornar o nosso dia a dia.

Um comentário: