Quem sou eu

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

sábado, 16 de novembro de 2013

Desculpa X Motivo - 1 - self-righteousness

O que é uma Desculpa para fazer, deixar de fazer, ou deixar que façam algo? O que é o Motivo para fazer, deixar de fazer, ou deixar que façam algo? Desculpa e Motivo são duas coisas que por vezes são confundidas.

O Motivo é a verdadeira causa ou razão de algo. A Desculpa muitas vezes, aliás, geralmente, não é o Motivo, a verdadeira causa de algo.

Tem vezes que as pessoas fazem, ou querem fazer, algo tão ruim, tão mesquinho, tão inaceitável, tão horrível etc, que inventam uma Desculpa para fazer, ou ter feito, aquilo. Tem vezes que nem ela mesma não quer admitir o real Motivo de ter feito aquilo, que estava errada, que fez ou pode ter feito algo errado etc.

Eu tenho a impressão que algumas pessoas são tão inseguras, que querem estar certas de qualquer forma, e não querem enxergar a possibilidade de estarem erradas. Elas se cegam, de forma semi-intencional. Elas tem a necessidade patológica de estarem certas, de serem donas da verdade absoluta, de serem deuses da verdade absoluta, e não meros humanos. Então o que fazem? Muitas buscam uma causa - seja ela qual for, alguma de sua preferência, pela qual tem alguma afinidade - para defender cegamente, com unhas e dentes, e que por esta causa se tornam irracionais. Estas causas podem ser religião (Uma coisa muito comum para esta cegueira.), time de futebol (Por isto, e mais coisas, que brincam que futebol no Brasil é religião.), política, modelos econômicos (comunismo, socialismo, capitalismo etc), defesa ecológica, antiaborto, defesa de animais de laboratório, segregação étnica, superioridade de etnias, supremacia branca, nazismo etc.

Para piorar, vivemos numa sociedade na qual existe um culto à irracionalidade, coisa que pretendo falar mais detalhadamente no futuro.

Alguns juntam esta necessidade patológica de estarem certos, com a vontade de serem irracionais, e mais uma causa (seja ela nobre ou questionável), e daí passam a fazer atrocidades. A causa é a Desculpa para estarem certas acima de qualquer coisa, para acharem que podem fazer qualquer coisa, pois esta causa lhes dá a razão absoluta. Lembra um pouco "Os fins justificam os meios.", que é uma Desculpa, mas é bem pior que isto.

Assim torcedores de um time se acham no direito de matar torcedores de outro time. Membros de uma religião se acham no direito de perseguirem outras religiões e seus membros. Nazistas se acham no direito de matar outras pessoas. Pessoas antiaborto (se dizem pró-vida geralmente) se acham no direito de colocar bombas em clínicas de aborto, até matando pessoas no processo. Defensores de animais se acham no direito de invadir um laboratório, ameaçar as pessoas, roubar os animais, destruir as pesquisas etc.

Qual é o Motivo para agirem assim? Patologia? Insegurança? Medo de ser um mero humano? Sei que o que elas falam da boca para fora é só uma Desculpa. O Motivo é bem mais complexo.

Parece que a neurocientista Kathleen Taylor está certa quando fala que fanatismo pode ser uma doença mental (Original em inglês aqui.). Só que o artigo trata de fanatismo religioso, mas acredito que a patologia seja mais ampla, envolvendo outras Desculpas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário